Mercado

Mercado Angus

Angus lidera entre europeias no relatório Asbia e obtém marca histórica nas vendas que superam 1,45 milhão de doses de sêmen.

A venda de doses de sêmen Angus cresceu 38,68% no Brasil, em 2009, período em que o mercado nacional de corte obteve incremento de 18,35%. O relatório da Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia), referente à comercialização de doses de sêmen no Brasil, em 2009, foi divulgado em março e aponta liderança isolada da Angus entre as raças europeias (taurinas), uma vez que a Angus comercializou 1,452 milhão de doses de sêmen, no ano passado. O acréscimo é de 405 mil doses vendidas sobre o ano anterior (2008). Este desempenho e predomínio da raça é recorde, no país, e pode ser verificado, ainda, ao se observar que a Angus detém mais de 80% do mercado de sêmen das raças taurinas de corte, no somatório de outras 24 raças europeias analisadas, nesse relatório. Em outra análise, a Angus responde por 27,87% do mercado de comercialização de sêmen de corte, no país. Somente no Rio Grande do Sul, foram 190,72 mil doses de sêmen Angus comercializadas, o que representa 46% do mercado gaúcho, conforme aponta o relatório Asbia. Fora do âmbito gaúcho, foram vendidas 1,261 milhão de doses de sêmen Angus, especialmente no Brasil Central, nas regiões Centro-Oeste, Norte e em estados como São Paulo, o que mostra a grande utilização do Angus no gado zebuíno. Isso comprova o alto uso da raça e, sua eficiência no cruzamento industrial, no território nacional. Para o presidente da Associação Brasileira de Angus, Joaquim Francisco Bordagorry de Assumpção Mello, esses números demonstram, antes de tudo, a qualidade da raça que a torna a preferência nacional quando o assunto é gado de corte europeu e, sobretudo, quanto utilizada no cruzamento industrial. “Paralelo a isso, destacamos o trabalho desempenhado pela Associação Brasileira de Angus através do Corpo Técnico, Conselho Técnico e demais setores que atuam na divulgação dos benefícios da raça quando o assunto é genética e carne de qualidade.” O presidente da Associação Brasileira de Angus ainda destacou que o resultado deve-se, também, à atuação de programas como o Programa Carne Angus Certificada com frigoríficos parceiros como Marfrig/RS, Frigorífico Silva e Angus da Gruta, no RS, e Marfrig/SP e VPJ Beef (VPJ Pecuária), no centro do país.