Registro Genealógico

Regulamento ANC
Todo o serviço de Registro Genealógico é executado pela ANC, que realiza um trabalho em parceria com a ABA. A seguir estão descritas as principais regulamentações da ANC.

Regulamento ANC | HERD BOOK COLLARES – Versão adaptada e resumida.
A Associação Nacional de Criadores Herd Book Collares (ANC), com sede na cidade de Pelotas/RS, por expressa delegação do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), administra em todo o território nacional os registros genealógicos de todas as espécies bovinas a ela conferida.A ANC realizará o controle de padreação, gestação, nascimento, identificação e filiação dos animais. Para os animais que cumprirem os requisitos estabelecidos serão emitidos os registros correspondentes.

As categorias de animais a serem registrados são as seguintes:
– PO – Animais Puros de Origem
– PC – Animais Puros Controlados
– LA – Animais de Livro Aberto
– CCG – Animais de Cruzamento Sob Controle de Genealogia

Animais Puros de origem (PO)
Somente serão inscritos no livro PO filhos de animais PO.

Animais Puros Controlados (PC)
Serão inscritos como Puros Controlados (PC) os animais portadores de caracterização racial definida, que compreendem:

PCOC – Puros Controlados de Origem Conhecida
Machos e fêmeas com pais registrados e com grau de sangue mínimo 31/32, filhos de touros PO ou PC (dupla marca). Na raça Aberdeen Angus estes animais são identificados com a marca CA.

PCOD – Puros Controlados de Origem Desconhecida
Somente fêmeas, porém portadoras de características raciais comprovadas através de avaliação fenotípica pelo Inspetor Técnico. Na raça Aberdeen Angus estas fêmeas recebem a marca AD (Angus Definido).

Animais de Livro Aberto (LA)
Serão inscritos no Livro Aberto (LA) os machos de origem paterna múltipla (filhos de RM – Reprodutores Múltiplos) e com mãe registrada em qualquer categoria, que apresentem caracterização racial definida e grau de sangue mínimo 31/32. Na raça Angus estes animais recebem a marca CA.

Animais de cruzamento sob controle de genealogia (CCG)
– Serão inscritos no Livro CCG, como Produtos de Cruzamento para fins de Controle de Genealogia, os machos e as fêmeas devidamente identificados, nascidos de acasalamentos entre vacas-base (ou suas descendentes) com touros registrados.
– Para as inscrições iniciais, a adjudicação de grau de sangue será feita pelo Inspetor Técnico mediante informações ou documentação que o interessado apresentar, obedecendo a classificação inicial de 1/2, 3/4 e 7/8 de composição racial, correspondendo as categorias F1, F2 e F3, respectivamente.
– Os animais que atingirem o grau de sangue 31/32 poderão ingressar no registro de PC desde que sejam aprovados em inspeção zootécnica.

Registros
Os animais nacionais inscritos no Herd Book receberão o Certificado de Registro (PO, PC, LA ou CCG), conforme sua categoria:

Provisório Coletivo
Serão emitidos Registros Provisórios Coletivos após a comunicação de nascimento dos animais.

Provisório Individual
Somente serão emitidos Registros Provisórios Individuais após inspeção zootécnica.

Definitivo
Somente serão emitidos Registros Definitivos após a inspeção zootécnica.

Cobrição e Inseminação
As cobrições (serviços) caracterizam-se por três maneiras:

Dirigida
quando a fêmea em cio é acasalada em dia(s) determinado(s).

A Campo
quando o reprodutor é solto com as fêmeas individualmente ou em grupo de touros (Reprodutores Múltiplos-RM).

Inseminação Artificial (IA)
O criador deverá comunicar as cobrições das vacas.
As cobrições ocorridas no período primavera/verão, deverão ser comunicadas até 31 de maio e as ocorridas no período outono/inverno, até 30 de novembro.

Inseminação Artificial (IA)
O Registro Genealógico de animais oriundos do processo de IA somente poderá ser efetuado desde que o sêmen utilizado tenha sido industrializado e comercializado de acordo com as normas estabelecidas pelo MAPA.

A comunicação da IA deve ser acrescida de Nota Fiscal de aquisição de sêmen com as seguintes informações:

– Data de aquisição do sêmen
– Quantidade de doses
– Nome e número de registro do touro doador

Somente serão aceitos touros (doadores) possuidores de registros na ANC.

O Médico Veterinário que congelar sêmen na propriedade, para uso exclusivo em fêmeas da mesma, deverá enviar a ANC o Certificado de Produção de Sêmen.

Nascimentos
– Todos os nascimentos devem ser comunicados à ANC.
– O prazo para as comunicações será até o final do mês subseqüente ao nascimento dos produtos.
– Os produtos serão registrados como de criação do proprietário da vaca, na data do nascimento.
– No caso de partos múltiplos, o criador deverá fazer constar essa ocorrência nos pedidos de registro.Não serão aceitos registros:
– Dos produtos cujos pais não estejam inscritos;
– Dos produtos nascidos de vacas cujas padreações não tenham sido comunicadas antecipadamente;
– Dos produtos que venham a nascer com inobservância do período de gestação (inferior a 268 dias e superior a 298 dias). Neste caso, a ANC reserva-se o direito de exigir tipificação sangüínea para comprovação de paternidade, com a finalidade de efetuar o registro do produto (ver Tabela de Gestação anexo 03).

Da identificação, afixos, nomes e tatuagens
– O criador poderá usar um prefixo ou sufixo no nome de seus animais que será de uso exclusivo de cada proprietário.
– O nome do animal poderá ser formado pelo Afixo, acompanhado de nome(s) e/ou número(s) que identifiquem o animal.
– Não será permitido o uso de nomes que contenham mais de quatro (4) palavras ou que ultrapassem o limite de cinqüenta (50) caracteres.
-A tatuagem dos animais deverá ser realizada pelo criador num período não superior a noventa (90) dias a contar da data de nascimento do produto.